Por que contratar um cerimonial infantil {Algodão Doce}

Convites, decoração, bolo, lembrancinhas, fotógrafo e muitos detalhes fazem parte da organização de uma festa de aniversário. É para deixar qualquer mãe sem saber por onde começar! Principalmente, porque para os nossos filhos queremos o melhor, o mais bonito! Não é mesmo? E ainda temos que conciliar tudo isso com a nossa correria do dia a dia.

Já pensou como seria incrível se tivéssemos alguém nos orientando em cada escolha? Pois é, ainda bem que isso é possível sim. A Algodão Doce é uma empresa aqui de Natal que tem como missão tornar cada evento em um momento inesquecível para as crianças, pais, familiares e amigos.

A equipe é comandada por Lilian Moreira, que presta atendimento personalizado para transformar o sonho em festa! As festas mais lindas da cidade tem o cuidado dela e todas as mães fazem questão de elogiar seu trabalho, reforçando que é fundamental o apoio de uma assessoria.

Foi a melhor escolha que eu já fiz! Lilian foi meus pés e minhas mãos, antes, durante e depois. No início, quando estava nos orçamentos, eu disse que não iria querer, pois achava que não era necessário, mas é muito mais do que necessário, é essencial. Fiz um simples contrato e ganhei uma grande amiga. Esse foi o primeiro ano de muitos que a Algodão Doce esteve presente na minhas festas. Elza, mãe de Bia (1 ano)

Minha experiência com Lilian foi simplesmente maravilhosa. Amei a atenção dela, curti a festa da minha filha e ela me ajudou em todos os detalhes. Rayssa, mãe de Ágatha (1 ano)

Realmente, só em imaginar que vai chegar o dia e você vai poder aproveitar cada minuto sem ter que se preocupar porque tem uma equipe à frente para que tudo ocorra perfeitamente conforme o que foi planejado, é uma maravilha! Por isso, se você quer garantir o sucesso da sua festa, entre em contato com a Lilian que ela vai te entender de uma forma muito especial!

algodão-doce-mel_blogpalavrademae

Serviços:

  • Planejamento inicial e ajuda na tomada de decisões;
  • Visita aos fornecedores para tomada de decisões;
  • Desenvolvimento do tema e projeto da festa junto ao cliente;
  • Reunião para check list e indicações de profissionais de acordo com o seu orçamento;
  • Verificação das condições físicas do local e necessidades de equipamentos;
  • Acompanhamento completo no dia do evento.
  • Elaboração de check list de fotos;
  • Check list de fornecedores;
  • Montagem do cronograma para o evento;
  • Vistoria do buffet no dia do evento e chegada uma hora antes do início do evento;
  • Identificação dos presentes;
  • Separação de lancheira, lembranças e doces de acordo com o combinado com os anfitriões;
  • Checagem de convidados junto a recepcionista do buffet, caso não tenha, recepcionistas da nossa equipe farão esse receptivo;
  • Acompanhamento dos serviços de alimentos e bebidas;
  • Auxílio no momento das fotos;
  • Anúncio da entrada do (a) anfitrião (ã) da festa;
  • Organização do momento dos parabéns;
  • Entrega de lancheiras e lembranças;
  • Acompanhamento do corte do bolo;
  • Recolhimento e armazenagem dos presentes;
  • Conferência da bebida alcoólica, caso tenha, junto ao buffet;
  • Assessoria em todos os momentos de preparação e realização do evento,
  • Enchimento de lancheiras (se houver necessidade, é realizada as compras das balas);
  • Se necessária, também, é feita a compra dos balões;
  • Serviço de RSVP (confirmação de presença).

Alogodão Doce – Cerimonial Infantil

E-mail: algodaodocecerimonial@gmail.com

Contato: (84) 98729-6107

Redes sociais: Face / IG

Anúncios

Pipoca Doce se apresenta domingo {Camila Masiso, Khrystal e Alessandra Macêdo}

Neste domingo (13), o grupo Pipoca Doce faz apresentação, às 10h, no Parque das Dunas em mais uma edição do Projeto Bosque em Cena e contará com a participação da Bailarina Daniela Fernandes, além da ilustradora Luiza de Souza ilustrando o show. O evento é gratuito, custando apenas a entrada do parque (R$ 1).

O projeto Pipoca Doce surgiu do desejo das artistas Camila Masiso, Khrystal e Alessandra Macêdo em dialogar com crianças através da música e elementos cênicos. Contando também com os músicos Diogo Guanabara e Sami Tarik, o grupo busca aproximar as crianças de todas as idades dos ritmos brasileiros, personagens de histórias clássicas infantis, representando o universo infantil de uma forma simples, simbólica e poética.

A primeira apresentação oficial aconteceu em maio deste ano, também no Projeto Bosque em Cena. O repertório passa por Braguinha, Arnaldo Antunes, Chico Buarque, Vinicius de Moraes, Geraldo Azevedo entre outros compositores da música brasileira. O desejo do grupo é gravar um repertório autoral.

Para acompanhar a agenda do grupo: IG / Face.

FICI – O Galo Corococó

Começou ontem a 12ª edição do Festival Internacional de Cinema Infantil.

Aqui em Natal é a terceira vez do evento, que acontece com exclusividade no Cinemark.

É a principal mostra de cinema infantil do país com meia-entrada para toda a família (R$ 7).

Eu tinha um convite para a abertura (hoje de manhã), mas deixei Théo dormir até mais tarde.

Fomos então na sessão da tarde para assistir ao longa canadense O Galo Corococó.

Aquele galo cantava cedo e alto. E todo mundo tinha que acordar de madrugada para trabalhar. Ninguém aguentava mais! Foi aí que um grupo de moradores sonolentos resolveu bolar um esquema para se livrar dele. Logo, logo, todo mundo descobriu que ruim com ele, muito pior sem ele.

Rooster_Doodle_Doo_01

Fomos surpreendidos com a notícia que o filme seria dublado ao vivo (durante a exibição).

Os dois dubladores se apresentaram e explicaram como funciona uma dublagem no estúdio.

Quando o filme começou, não dava para ouvir a voz deles pois o som da telona atrapalhava.

Depois que ajustaram melhorou mas ainda assim se perdia muitas falas (eles até avisaram antes).

Mas a história é linda e Théo entendeu tudo direitinho…

“Eu acho que esse filme quer mostrar a importância dos animais.”

“A gente bem que podia ter um galo em casa para não perder a hora de acordar.”

 

O Halloween vem aí

É amanhã e Théo vai fantasiado para a aula de inglês.

Ele quer ir de zumbi (influência do gosto paterno).

Marido me mandou um link de como preparar o figurino.

Achei legal criar com o que já temos em casa.

Fui pesquisar os preços nas barracas de rua e achei tudo caro.

Vampiro (que ele já tem a máscara): roupa + capa + colar (?) = R$ 100,00.

Cada vestidinho de bruxinha mais lindo que fiquei até imaginando. (Ops!)

Compramos (?) uma camisa branca (na verdade é um kit com duas).

Vou colocar minhas habilidades de errar nos artesanatos e vai dar tudo certo.

Agora eu quero ver como é que vai ser a caracterização.

O cabelo é fácil mas a maquiagem…

Torçam por nós. Tomara que fique assustador!

E se você vai comemorar com as crianças e precisa de uma ajudinha…

Tem bandeirolas para download grátis no site do Lalelilolu, clique aqui.

Aposte no preto, laranja e roxo e tire do armário aquela abóbora do ano passado. 0/

lu-hallo

Cultura, a gente vê por aqui

Ah, que título mais clichê. Perdoa?

Estou em falta com o bloguito.

Ontem levamos Théo  ao teatro, voltamos tarde e o blog ficou sem post.

Ainda liguei o computador mas estava tão cansada que me rendi ao sono.

O espetáculo foi lindo, amei o cenário e o figurino.

Um texto com muito amor e humor que encantaram o meu pequeno.

theo-no-tr

elenco-ssdl seusol-donalua seutempo-donaterra

Mas tem algo que as fotos não podem revelar: a doce voz da Badú Morais.

Se você perdeu vai ter outra apresentação em dezembro, na praça de Mirassol.

Na saída, passamos pela frente do cinema e vejo o cartaz do FICI.

Esse projeto é muito bacana e já fomos com Théo na edição retrasada.

Assistimos ao filme Arthur Christmas (Operação Presente) e ganhamos uma revistinha bem legal.

header-site

O Festival traz cem filmes na programação, entre longas e curtas-metragens. Confira aqui a programação.

Serviço:

  • Festival Internacional de Cinema Infantil – FICI
  • Período: 31 de outubro a 9 de novembro
  • Local: Cinemark Midway Mall

Dicas para quem tem criança em Natal

Oi, pessoal!
Eu sei que o final de semana já acabou, mas temos um feriadão se aproximando e vamos logo no programar!

Só um segundinho antes de começar o assunto do post, pois quero fazer uma dedicatória!

Temos (eu e marido) um casal de amigos (com filho) e sempre que vamos sair pensamos onde possamos levar as crianças.

Inclusive, às vezes, preparamos algo em nossas casas mesmo para que elas brinquem mais à vontade.

E outro dia, recebi dessa minha amiga a seguinte mensagem:

Screenshot_2014-09-25

Então, dedico este post à você Anna! (Bjosss)

IMG_6990

Descobri um IG muito legal para quem tem criança aqui em Natal.

São dicas de atrações infantis e também sorteios!

A Vanessa, administradora do perfil, é mãe da Maria Olívia (1) e do José Benício (4) e também boadrasta da Sarah Olívia (15).

Ela contou para o Blog Palavra de Mãe sobre como surgiu o Tenho Filho em Natal:

Eu e meu marido tínhamos dificuldades de encontrar opções de lazer para os nossos filhos aqui em Natal. E já estávamos cansados dos poucos lugares que frequentávamos com eles. Até que fomos a uma petiscaria que oferece espaço kids com monitoras e ficamos encantados em poder desfrutar de um programa “mais adulto” e ao mesmo tempo as crianças estarem brincando e se divertindo. Após esse episódio, meu marido veio com a ideia de um IG para pais natalenses  com informações do que existe para criança na nossa cidade.  Como eu já administrava o IG profissional dele, ele me propôs a investir em um com esse propósito.  Então, assim surgiu o @tenhofilhoemnatal e iremos completar dois meses agora em outubro.

O IG já tem quatro mil seguidores. Ou seja, sucesso total! Clique aqui e fique por dentro das novidades.

Areia mágica

Um amigo que voltou de viagem veio me mostrar o que trouxe para a filha.

É uma areia que parece massinha de modelar, mas suja menos (eu achei).

Ele disse “pode abrir” e eu logo fiz o teste para mostrar aqui no blog. Aprovada!

Pela aparência, já identificamos a cor e textura similares. Só não é tão granulada quanto à real.

areia-mag

Para quem mora longe da praia (não é o nosso caso) é até uma maneira de mostrar uma areia de brincadeira para as crianças.

É só juntar os brinquedinhos e deixar a criatividade solta para formar muitos bolinhos ou até mesmo um castelo de areia!

Se você se interessou, aqui tem fotos, informações e um vídeo demonstrativo.

areia-de-modelar

Scooby-Doo, cadê você

scooby-doo

Levamos Théo para escolher um brinquedo.

Ele entra na loja e vai direto para a Máquina Mistério Caça-Fantasmas.

Mostramos outras opções, mas nada o fazia soltar a caixa.

Expectativa grande para abrir o presente (em casa).

O pai desparafusa o brinquedo e o entrega a seu dono.

A criança abre e se depara com o vazio.

Sua expressão de alegria se transforma em decepção.

Théo murchou igual quando se enche um balão e solta.

Cadê os personagens? Não veio? Não tem?

Pego a embalagem e procuro uma resposta.

Encontro no verso, em letras pequenas: personagens não incluídos.

Instante em que a DTC sopra no meu ouvido: te peguei na pegadinha!

Se os personagens não fazem parte, por que estão na ilustração?

Francamente, é muita falta de noção. Totalmente abusivo!

Acho que fiquei mais chateada ainda porque pagamos quase duzentos reais.

Mas para resgatar o brilho nos olhinhos do meu menino, logo resolvi.

Expliquei que ele poderia usar outros bonecos na brincadeira.

Marido ainda se balançou para pesquisar na net o preço da turma da gosma.

Mas não concordei em dar mais nenhum tostão nosso para esse fornecedor.

maq-mis

A saga d’Os Vingadores

Próximo dia 20 meu filho vai completar seis anos (por que eles crescem?).

Ele planeja a festa de aniversário um ano antes (igual a escola de samba).

Vamos fazer um bolinho para os amigos da escola (mas não na escola).

Hoje fomos às compras e eu voltei para casa apenas com a vela e descartáveis.

O tema escolhido é The Avengers e eu estava crente que encontraria tudo pronto.

Que nada, entramos em várias lojas de festas e tinha tudo, menos Os Vingadores.

Pesquisando na net, encontro esta decoração linda e maravilhosa e fico na inveja.

regina_festas_mesas_avengers

Regina, manda de presente para Théo!

Flavioleta

Flávia Diana é a Flavioleta, uma contadora de histórias.

Morena de sorriso largo, mudou até de cidade para seguir seu sonho.

Em entrevista para o Blog Palavra de Mãe, ela conta a própria história.

flavioleta

Meu nome é Flavioleta, tenho vinte e cinco anos, sou pedagoga, especialista em ludicidade e contadora de histórias.

Sou paranaense de uma cidade linda e mimosa chamada Toledo. Lá conheci pessoas incríveis que são minhas amigas desde a infância e adolescência, tive contato com uma família incrível e lúdica que sempre me apoiou em meus sonhos.

Porém, a necessidade de estudar e me envolver a arte falou mais alto, assim decidi residir moradia fixa em Olinda/PE há dois anos. Cidade escolhida com muito carinho, pois sempre sonhei em morar no nordeste brasileiro, que conta com uma cultura diversificada e múltipla.

O que te motivou a contar histórias?

Sempre gostei muito de histórias, minha mãe e meu avô eram contadores natos, viviam contando alguma história real ou inventada o que me fez desde criança ser uma contadora sem saber que era. Tive contato com o teatro ainda criança e sempre brinquei de ser atriz, até que um dia como num sopro de alegria conheci a contação de histórias e decidi que meu trabalho a partir daquele dia seria me aprofundar nessa arte, comecei então a participar de oficinas, projetos, círculos de leitura e rodas de contadores da tradição oral.

Foi através do sonho de me tornar uma contadora de histórias, investir na carreira artística que meu trabalho ganhou força, identidade e reconhecimento em Recife.

Como é trabalhar com crianças?

As crianças são a essência do meu trabalho, tudo que faço e crio é pensando no sorriso delas. Inicialmente, eu sentia muita falta dos meus amigos e família, mas eram elas que me davam força e amor sem nem mesmo saber para não desistir do meu sonho.

Quando eu sinto a troca de olhar que é essencial nas histórias eu acredito e firmo mais minha raiz no ‘É possível ser feliz!’.

Quais são suas histórias favoritas?

Eu gosto de histórias que toquem o coração, portanto as histórias que conto são histórias que me identifico, gosto e me encanto. Tenho muitas histórias em meu repertório, mas creio que a mais especial é Margarida de André Neves.

Onde você se apresenta e como são as contações?

Eu me apresento em livrarias, lojas, palestras e recitais… Sou encantada com poesia, música e teatro. Então, mesclo tudo numa coisa só. Utilizo alguns elementos que combinam com as histórias que vou contar, seja um personagem confeccionado normalmente por mim ou ainda instrumentos musicais.

Qual seu sonho de contadora?

Meu sonho de contadora é poder lançar um DVD daqui cinco anos, até lá vou aprendendo, estudando, conhecendo mais e mais sobre esses dois universos encantadores, as crianças e as histórias. Podendo levar alegria e felicidade para todos que participam do espetáculo.

E estou com um novo trabalho que está em fase experimental, destinado para o público adulto. Neste, o intuito é levar histórias e magia para os grandinhos. Nele conto com apoio na idealização de Carolina Barros, psicóloga e contadora de histórias. Interagindo também temos sempre um músico convidado que é escolhido de acordo com a temática da história escolhida.

 ***

Flavioleta, o meu mais sincero agradecimento por ter aceito este convite!

Que você faça muitas rodas com histórias cheias de magias.

Histórias de fadas, bruxas, monstros, princesas, piratas e sereias.

Nossas crianças merecem um mundo lúdico e lindo!