Pegue um lencinho para enxugar as lágrimas

Estou gripada e já estava com uma caixinha de lenços ao meu lado quando assisti ao documentário da história de Pedro e Lucas. Pedro-e-Lucas

Lucas nasceu em 2005 e desde então morava em Goiânia com o pai. A mãe tinha total liberdade para ver o filho, o que raramente fazia. Lucas é fruto de uma relação (e não relacionamento). Quando soube da gravidez, Pedro acolheu Silmara em sua casa para acompanhar a gestação.

Pedro já havia cuidado dos quatro filhos de seu primeiro casamento após a separação e para se organizar melhor com o caçula, trocou de profissão. Deixou de ser microempresário para ensinar na universidade.

Quando a mãe casou com um empresário, entrou na justiça para pedir a guarda do filho. Ganhou (?*) mas Pedro recorreu. E em um dia normal na vida de pai e filho, o casal raptou a criança e a levou para São Paulo. Começou a luta de um pai pela busca do seu filho. 7 anos de convivência. Nove meses sem notícias. 18 meses se passaram. Um único encontro em Goiânia. Durou 18 minutos na praça de alimentação do shopping.

Essa triste história é mais um caso de alienação parental. Infelizmente, existe. E crianças não merecem isso. Elas são as únicas prejudicadas inocentemente.

Pedro criou um página no Facebook chamada Novo Homem. Consta na descrição o seguinte: pais e mães do Brasil a favor da Guarda Compartilhada e contra a Alienação Parental. Na foto, ele com brincos e anéis para ver se como “mulher” ele é enxergado pela justiça que é tendenciosa para a mãe.

O professor tem ido à Brasília para pressionar a votação do projeto de lei que determina que toda a guarda seja compartilhada entre pai e mãe, com direitos e deveres iguais. O PLC 117/13 tramita há dez anos no Congresso Nacional e ainda não tem data para ir à votação.

Chorei. Mais ainda na parte do reencontro. Pedro se fez forte. Mas senti um Lucas diferente dos outros momentos anteriores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s