Amamentando gêmeos – mamãe Dani Chevalier

Quem me acompanha no IG sabe que acabei de chegar do encontro de mães de Natal, o Dia D Mãe.

Se você não foi, venha aqui amanhã que o post será super especial sobre essa noite maravilhosa.

Théo já dorme, marido assiste ao jogo e eu vim postar para quem me espera nesse horário todo dia.

Lá na roda de mães, uma grávida perguntou sobre a posição para amamentar gêmeos.

Logo me lembrei do IG da Dani Chevalier, mãe de primeira viagem dos gêmeos Rafael e Gustavo (4 meses).

Ela amamenta os bebês exclusivamente e sempre reforça seu apoio ao aleitamento materno.

dani-rafa-guga

Mamãezinha aqui começou a tentar amamentar os gordinhos ao mesmo tempo! Vou dizer pra vocês que não está sendo nada fácil, mas eu também não desisto fácil não! A maioria das mamadas eu faço um de cada vez, porque eles ainda precisam de uma ajudinha da mamãe, principalmente o Rafa que é dorminhoquinho. Mas já conseguimos amamentar os dois ao mesmo tempo e fiquei MUITO feliz, apesar do sorriso de dor da foto! Começar a amamentar é bem dolorido, mas é tanto amor envolvido e é tao importante para os nossos pequenininhos que vale muito a pena!

Hoje é o dia mundial da amamentação, e eu queria aproveitar para atualizar como está a minha experiência com os meus gordinhos! Lembram q disse no início que estava super difícil e dolorido? Pois valeu muito a pena aguentar firme e insistir! Já não sinto mais dor e as fissuras sumiram! Estou AMANDO amamentar meus bebês, são momentos que sinto que eles são só meus, como eram quando estavam dentro da barriga. O leite está sendo suficiente para os dois e não estamos precisando complementar e eles estão ganhando peso super rápido. Ofereço sempre q eles pedem. E quando mais estimulam, mais leite tenho 😍🙏 Não estou fazendo nenhum tipo de dieta e estou comendo bastante. Não estou nem um pouco preocupada em perder os 5kg q restaram da gravidez. A satisfação de alimentá-los com o melhor alimento que existe é inexplicável O conselho q dou para as novas mamães é para q insistam, porquê a dor passa e depois é só amor.

Todo mundo que me acompanha já percebeu o quanto acho importante o aleitamento materno exclusivo ate os 6 meses de idade e o quanto me dedico para conseguir com os meus gordinhos. Nunca falei que é uma tarefa fácil, o meu começo foi muito difícil e dolorido. Tive fissuras que sangravam, eu chorava de dor. Mas aguentei firme, contra todos que falavam que era impossível para gêmeos e que eu devia dar formula senão eles iam passar fome, e aqui estamos, 2 meses e meio e firmes e fortes. Nunca dei uma mamadeira pra eles. É importante saber que a amamentação não é um processo automático, ele exige um aprendizado do bebê e da mamãe. É importante buscar auxílio profissional (particular ou nos bancos de leite).

***

A Dani e sua irmã têm gêmeos! Rafa e Guga são bivitelinos. E os sobrinhos Lucas e Nicolas univitelinos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s