“Ninguém é tão partidário de reformas quanto as crianças”

Quando eu me descobri grávida estava lendo A Metamorfose.

Franz Kafka, escritor judeu nascido em Praga, teve maior parte de sua obra publicada após a morte.

Kafka é um ícone da literatura de língua alemã do século XX.

Ele teve uma relação muito complicada com os pais, era oprimido e atormentado.

Não constituiu família, porém, foi capaz de direcionar um olhar lúcido a respeito do ser humano.

Casar-se, constituir família, aceitar todas as crianças que venham, dar-lhes apoio neste mundo inseguro e talvez guiá-las um pouco é, tenho certeza, a maior meta a que um ser humano pode aspirar.

Atemporal, não é mesmo.

Pois bem, vamos adiante.

Recentemente, estava eu em uma reunião de trabalho, quando fui perguntada qual era o meu lema de vida.

Enquanto a maioria havia respondido ser feliz, eu: contribuir para tornar meu filho um cidadão consciente e crítico.

Detalhe: eu ainda nem conhecia essa visão kafkiana sobre o sentido da minha vida.

Resolvi, então, trazer o pensamento de um gênio para reflexão aqui no blog.

Quem sabe, pode inspirar outra mãe apreciadora do mesmo autor que eu.

ass

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s