A arte de trabalhar com crianças

Hoje o blog traz uma entrevista com a arte educadora Kacianni Ferreira. Ela nasceu em Teresina e mora aqui em Natal desde 1993. Graduada em Educação Artística e especialista em Cultura e Arte Barroca, já escreveu seis livros, sendo quatro destinados às crianças. É professora, estuda e desenvolve trabalhos como facilitadora em Danças Circulares e Brincadeiras de Roda. E também ministra oficinas com material reciclável em diversas cidades e instituições.

Comprei o livro Muro de Sabonetes para o meu filho e foi assim que a descobri.

Há quanto tempo você trabalha com o público infantil?

Trabalho com o público infantil desde 1988, através de aulas de música. Mas antes de iniciar o curso de Educação Artística (Artes Plásticas), já ministrava aulas de música. Sou professora de música autodidata, toco uns 50 instrumentos, principalmente, percussivos.

Em 2002, começaram as aulas e oficinas com material reciclável, através de palestras e oficinas de brinquedos, instrumentos musicais, puffs, etc.

A contação de histórias começou em 2007, quando passei a ser professora de artes no Centro Municipal de Educação Infantil Profa. Carmen Pedroza, em Natal/RN. Todos os dias contava histórias para as crianças (de 4 a 6 anos). Amei a experiência e desde então comecei a ministrar oficinas de contação de histórias para educadores e demais pessoas interessadas.

Como são os cursos e as oficinas que você realiza?

Os cursos duram de 8 a 20 horas. Os minicursos 4 a 8 horas e as oficinas entre 2 a 4 horas. Quem mais procura são as professoras de educação infantil e do ensino fundamental. Mas todo ano sou convidada por colegas professoras de diversas faculdades de Natal a ministrar oficinas para alunos dos cursos de Pedagogia e Educação Física. São turmas com 40 a 70 alunos de graduação.

Ministro oficinas para crianças de 2 a 12 anos mensalmente, em shoppings, livrarias, praças, escolas, igrejas, ONGs, centros comunitárias, etc., a convite de professores, empresários, secretarias de educação e outros.

Nas oficinas ensino como o material deve ser manipulado e como fazer brinquedos, instrumentos musicais percussivos, jogos, peças decorativas, puffs, lancheiras e outros objetos com material reciclável. Cada participante confecciona suas peças e, ao final, leva para casa. É uma alegria enorme ver crianças pequenas e grandes transformando resíduos sólidos (lixo) em brinquedos, jogos, etc.

Qual a importância do brincar para uma criança?

 Certa vez, uma mãe confessou a mim: “minha filha disse que estava trabalhando, mas na verdade ela estava brincando”. Em seguida, expliquei a ela que para a criança a brincadeira não é trivial, é altamente séria e de profunda significância. Já dizia Friedrich Frobel (1782-1852), um dos principais educadores a enfatizar a importância do brincar, do brinquedo e do lúdico para as crianças. E disse mais: evite tirar o brinquedo da criança. Deixe-a brincar o tempo que puder.

O ato de brincar em si, geralmente não exige um brinquedo que seja um objeto tangível, pode acontecer com jogos simbólicos (faz-de-conta). Vale ressaltar que as crianças que brincam de faz-de-conta com mais frequência tendem a ser mais cooperativas e alegres do que aquelas que não brincam. Dessa forma, os adultos e crianças que também brincam de modo imaginativo tendem a ter uma relação mais saudável e prazerosa com os outros.

Assim como a brincadeira, o brinquedo (objeto ou atividade lúdica) adequado à criança é aquele que atende à etapa de desenvolvimento em que ela se encontra e às suas necessidades emocionais, intelectuais, físicas e socioculturais.

O que os pais podem fazer para incentivar o hábito da leitura em seus filhos?

As crianças captam rapidamente tudo o que acontece. Registram tudo. A melhor forma de incentivar as crianças a lerem é lendo. Quando a leitura é um hábito em casa, torna-se mais fácil expandir a ideia. Ler com as crianças e para elas também é uma excelente maneira de incentivá-las. Quem não se deleita em ouvir uma bela história? Os livros atraem crianças de todas as idades, tamanhos e “tribos”.

Como é trabalhar com a imaginação das crianças, o que isso significa para você?

Trabalhar com a imaginação das crianças é algo incrível. Percebo que a contação de histórias propicia o desenvolvimento simbólico, estimula e desenvolve a linguagem oral, a expressão facial e corporal, o ritmo, a agilidade mental, o equilíbrio, a concentração e a autonomia; ajuda a criança a regular suas próprias emoções, a interagir e a viver melhor em sociedade.

Kacianni, você tem muito a ensinar e contribuir com suas artes. O futuro das crianças agradece!

Quem quiser conhecer um pouco mais, pode visitar o blog onde ela ensina a confecção de brinquedos com sucata.

Anúncios

2 comentários em “A arte de trabalhar com crianças

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s